1970 - 1979

1970- 1979

Nova sede e nova estrutura

Francisco Ubiratan Dellape

Em 1975, o Sindicato passaria por uma grande transformação, deliberando-se naquele ano pela mudança de sua sede social e melhor estruturação dos seus serviços:

Devido ao início dos trabalhos, o senhor presidente esclareceu que a reunião havia sido convocada para tratar da adequação do sindicato aos novos imperativos da política hospitalar brasileira. Lembrou que a cada dia que passa, avolumam-se os problemas da classe, tornando-se assim necessária como medida inicial a mudança da sede para outro local, com a criação de uma estrutura própria voltada inteiramente para os problemas hospitalares. Vários diretores e conselheiros manifestaram seu apoio a tese do presidente por entenderem que as dinâmicas da vida moderna e as mudanças de estrutura social que estão ocorrendo no Brasil justificam a existência de um Sindicato perfeitamente aparelhado para enfrentar os nossos desafios. Novamente com a palavra, o senhor presidente propôs a adoção das seguintes medidas: 1) Mudança do sindicato para um local junto ao centro com facilidade de acesso a estacionamento; a área a ser locada deve medir entre 100 m² e 120m². O senhor presidente, bem como todos os membros da diretoria e conselho fiscal, ficaram autorizados a visitar conjuntos comerciais que se enquadrem nessa exigência, a fim de que na próxima reunião a locação esteja efetivada; 2) para o aprimoramento da nossa sede, fica o senhor presidente autorizado a contratar uma secretária executiva, um office-boy, assessoria contábil, trabalhista e sindical, e as despesas necessárias para as instalações do sindicato mediante programação aprovada em reunião; 3) Logo após a mudança, deve ser iniciado um cadastro dos contribuintes e avaliada a necessidade de uma consultoria técnico-administrativa para atender aos associados; 4) As reuniões ordinárias serão realizadas às 20 horas, na segunda quinta feira de cada mês, em caso de necessidade a diretoria convocará reunião extraordinária (Ata de reunião 18 de agosto de 1975, fl.115. Acervo SINDHOSP).

 

Em 16 de julho de 1975, conforme pode-se constatar no Livro de Atas de reunião, encontra-se o Termo de Posse da segunda gestão de Francisco Ubiratan Dellape

A última reunião a ocorrer na sede provisória da Rua Barão de Itapetininga, 88, data de 6 de dezembro de 1975 (fl.121b). Posteriormente, o Sindicato alugaria uma nova sede à Avenida São Luís 112, quinto andar, conjunto 503.

 

As inaugurações da nova sede foram marcadas para os dias 18 e 19 de dezembro próximos. Serão convidadas autoridades e todos os associados. Por decisão unânime da diretoria, no ato de inauguração serão concedidos títulos de sócios e méritos pelos relevantes serviços prestados à categoria aos senhores doutores Jair Ribeiro da Silva, José Ribeiro Vilella, José Papa Júnior, e prof. Odair Pacheco Pedroso.

 

Em 1977, na gestão de Ubiratan Dellape, procedeu-se a compra da sede própria do SINDHOSP, conforme transcreve-se da ata de reunião ocorrida em 23 de junho de 1977:

 

Ata de Assembleia Geral Extraordinária informa – edital publicado no “Jornal da Manhã”, de 17 de junho, e da circular nº 28/77, de 16 de junho de 1977, remetida a todos os associados para deliberar a respeito da compra de imóvel para a instalação da sede própria do Sindicato (…) Dando prosseguimento, o senhor presidente comunicou aos presentes que o Sindicato dos Hotéis e similares abriu concorrência pública para a venda de sua sede, constituída pelo 13° andar do imóvel sito a rua Vinte e Quatro de Maio, 208, nessa capital, na área útil de 472 metros quadrados, além de áreas de uso comum. O preço mínimo para a licitação foi estabelecido em Cr$1.600.000,00 (…), pagáveis 50% de entrada e o saldo em 12 meses com juros de 12% ao ano calculados pela tabela Price. O senhor presidente relatou que possuir sede própria constitui antiga aspiração desse Sindicato, não só pela excelente aplicação financeira, como também pela possibilidade de dotar o Sindicato da sede que atenda a suas reais necessidades, para que possa melhor cumprir suas finalidades associativas. Externou sua opinião de que essa transação seria mais vantajosa que de outro imóvel em cogitando – “Executivo Center” – cujo preço além de maior sofre reajustes de [ilegível]; além disso a área é maior e, embora, se trate de prédio antigo, cuida-se de construção sólida e bem acabada; destacou, ainda, a circunstância de cuidar-se de transação com outro Sindicato, transação essa fiscalizada pelo Ministério do Trabalho, o que proporciona a necessária legitimidade ao negócio. Leu a seguir o parecer do conselho fiscal favorável a compra do imóvel pelo valor de CR$ 1.850.000,00 (…) considerando que o sindicato possui recursos favoráveis para realizar a operação (…) a votação foi realizada pelo sistema de voto secreto pelo que foram instituídos os dizeres SIM e NÃO. Foram escolhidos para [ilegível] os senhores Osvaldo Vieira Machado e Julian Czapski. Tendo votado o ultimo associado, procedeu-se a apuração, tendo sido coletados 18 votos pelo que o senhor presidente proclamou aprovada a compra do imóvel situado à rua 24 de maio nº 208, nessa capital. Nada mais havendo a tratar, declarou encerrado os trabalhos. (p.155-156 do Livro de atas gerais)

 

Ainda nesse período, as atas registram a posse de Francisco Ubiratan Dellape como presidente do SINDHOSP, em 16 de junho de 1978. É interessante notar que por um longo período de tempo não existem ocorrências de reunião da diretoria, que retoma um expediente apenas no ano de 1981, quando da eleição de Antônio Nabutika Saratani, já no novo endereço, Rua 24 de Maio, 208, 13º andar.

Alugada a nova sede na Avenida São Luis, 112

Ata da reunião que deliberou pela mudança da sede do sindicato, 1975

Luiz Roberto e Juljan Czapski, em 1973

Luis Roberto Silveira Pinto

Posse José Roberto da Silveira Pinto, 1974

Relato da visita de Francisco Ubiratan Dellape ao Presidente da Republica, 1975

Segunda posse de Francisco Ubiratan Dellape, 1975

*Crédito das imagens: Acervo SINDHOSP

Redes Sociais

      

      

Informações e local

ENDEREÇO
Rua 24 de Maio, 208 - 9º e 13º andares
República - São Paulo - SP