Hospital Vera Cruz

Casarão do início do século XX, no Bairro do Jaçanã, abriga um centro de tratamento de saúde mental desde 1959.

Instituição

Hospital Vera Cruz

Ficha Técnica

Nome:
Hospital Vera Cruz (1989)
Sanatório Vera Cruz (1959)

Data de Fundação: 4 de outubro de 1959
Filiação ao SINDHOSP: 18 de maio de 1965
Fundadores: Renato Teixeira Mendes e José Elisio da Silva Graça
Categoria: Hospital de Saúde Mental
Natureza: Lucrativa

Endereço:
Rua Alto Paraguai, 362, Jaçanã

Pátio central do Hospital Vera Cruz. Arquivo Família Mendes, s/d

Histórico

Criado em 4 de outubro de 1959, pelo médico psiquiatra Renato Teixeira Mendes e pelo enfermeiro Elísio da Silva Graça, o então Sanatório Vera Cruz dedica-se ao tratamento de doenças mentais, passando a denominar-se Hospital em 1989. Localizado no bairro do Jaçanã, zona norte de São Paulo, começou suas atividades num casarão de estilo eclético do início do século XX, adquirido por Renato Teixeira Mendes para sediar a instituição.

Os sócios, Renato e Elísio, se conheceram no Sanatório Bela Vista, situado onde hoje fica o Shopping Center Iguatemi. A sociedade foi desfeita em 1975, quando Renato assumiu sozinho o comando do hospital.

O psiquiatra Renato Teixeira Mendes perdeu o pai com apenas dois anos de idade, e teve uma vida bastante difícil junto aos seus 4 irmãos. Sua mãe, viúva, sustentou os filhos trabalhando como costureira. Estudou em escolas públicas e ingressou na Medicina da FMUSP, tendo se especializado em cirurgia do abdome. Na universidade, encantou-se pela psiquiatria, e acabou se especializando na área. Atendia em consultório particular, no Conjunto Nacional, Av. Paulista. Sua esposa, Daisy Nascimento Teixeira Mendes, era professora da Escola Estadual Caetano de Campos, no bairro da Consolação e, após o casamento, começou a dar aulas de iniciação musical e de violão, em casa. Tocava acordeom, piano e violão. Era amiga de Inezita Barroso, com quem cantava nas festas da escola e outros espaços.

No início, o Vera Cruz disponibilizava 15 leitos a pacientes particulares. Depois vieram os convênios com o INAMPS, IAMSPE (Servidor Público Estadual), Hospital do Servidor Público Municipal-HSPM, além do antigo Juizado de Menores, depois chamado de Febem. A instituição chegou a ter 440 leitos de capacidade máxima e a intervenção terapêutica era realizada através de equipe multidisciplinar combinada com a ministração de psicofármacos na época disponíveis.

Atualmente, o Vera Cruz é administrado por Ricardo Nascimento Teixeira Mendes, advogado e administrador hospitalar, Sérgio Nascimento Teixeira Mendes, médico psiquiatra, e Roberto Nascimento Teixeira Mendes, administrador, os três filhos de Renato, que assumiram os negócios quando o pai faleceu. Ricardo conta um episódio que retrata bem a maneira como os hospitais psiquiátricos eram vistos pela sociedade antes que viesse a reforma psiquiátrica:

“Quando um hospital situado na Serra da Cantareira foi desativado pela Secretaria Estadual da Saúde, foram encaminhadas pacientes moradoras – cerca de 80 – para viverem em regime asilar no Vera Cruz, apesar da nossa missão prever atendimento apenas de casos em situação de crise. Várias delas foram desinternadas após intenso trabalho junto às famílias, pelo serviço social. Uma paciente, dentre as 80, chamou a atenção. Era uma oriental que não se comunicava com as equipes. O diretor técnico da época, Dr. Yukio Maeda, foi apresentado a ela para ver se havia alguma chance de comunicação. Ele sinalizou que se tratava de uma pessoa de origem chinesa, mas que não foi possível a comunicação. O serviço social publicou sua foto num jornal da região da Liberdade em São Paulo e, por sorte, seu marido a reconheceu e nos procurou. O reencontro foi emblemático. Tratava-se de uma pessoa oriunda da China Oriental e que se perdeu na região da rodoviária de São Paulo. Segundo informações, sem saber falar nossa língua, ela foi levada para o hospital psiquiátrico da Serra da Cantareira, lá ficando como doente mental durante dois anos. Esse foi um caso que tivemos o prazer de lidar, com final feliz, apesar da violência a que foi submetida. Todos nós choramos ao nos despedir da paciente, sem nome, conhecida e registrada em seu prontuário apenas como JAPONESA.”

Antes mesmo da reforma psiquiátrica, o Vera Cruz combateu com veemência o abandono dos pacientes por parte dos familiares, muito comum naquele tempo. Fazia-se visita domiciliar, para manter uma baixa média de permanência e alta rotatividade, a fim de não promover o hospitalismo. Em 2009, eram 380 leitos, dos quais 300 destinados a pacientes agudos, e 80 reservados a pacientes moradores, sem vínculo sóciofamiliar, abandonados há anos nas instituições psiquiátricas, com características essencialmente asilares. No mesmo ano, o hospital decidiu se desvincular do SUS, já que o tratamento era remunerado de maneira insuficiente (R$ 31,00 a diária). Com a decisão, houve uma queda imediata de 70% do faturamento.

Com o advento da Lei 9.656/98, o atendimento psiquiátrico passou a ser incluído no escopo do rol de procedimentos médicos previstos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar. A medida permitiu que o Hospital Vera Cruz aumentasse, gradativamente, o número de pacientes atendidos pelos planos de saúde, o que levou ao aumento do faturamento e ao saneamento das dívidas.

O Vera Cruz dispõe hoje de um ambulatório de saúde mental que realiza consultas médicas e psicológicas eletivas (1.600 consultas/mês); conta com pronto-atendimento nas 24 horas, para consultas de urgência; mantém 120 vagas para pacientes em regime de hospital-dia; além de 90 leitos para internação de portadores de transtornos mentais em crise, incluindo a dependência química. A reabilitação e a inserção social são o foco do trabalho.

Com o passar dos anos, o hospital ampliou suas dependências no entorno do casarão que hoje abriga apenas a administração do hospital, preservando as características originais da época. Possui 14 mil metros quadrados de área total, sendo sete mil de área construída, incluindo jardins internos e um pavilhão.

Antiga fachada do Hospital Vera Cruz

Em viagem a Nápoles em 1970, o Dr. Renato Teixeira Mendes enviou uma carta aos seus funcionários

Casarão do Hospital Vera Cruz

Construção da rampa da Ala-H

Fachada do casarão que hoje é a sede administrativa do Hospital Vera Cruz. Arquivo Família Mendes, 1997

Porta principal do casarão do Hospital Vera Cruz. Foi esculpida em pinho de riga, um tipo de madeira originária da Europa e da Ásia

*Fotos antigas: Arquivo Família Mendes, 1997
*Fotos atuais: Fotógrafo Leandro Godoi, 28.06.2018. Acervo Sindhosp

Acervo Histórico

O Hospital Vera Cruz possui acervo arquitetônico e paisagístico. Não foi possível identificar a forma de tratamento do acervo arquivístico. Não possui acervo bibliográfico e museológico.

Família que foi proprietária da casa que hoje é a sede administrativa do Hospital Vera Cruz, no bairro do Jaçanã em São Paulo

Família que foi proprietária da casa que hoje é a sede administrativa do Hospital Vera Cruz, no bairro do Jaçanã em São Paulo

O médico psiquiatra Renato Teixeira Mendes (fundador do Sanatório Vera Cruz) com sua esposa Daisy e seus três filhos mais velhos: Sérgio, Ricardo e Beatriz. Acervo: Família Mendes, 1959

Em uma reforma do casarão, os proprietários encontraram o revestimento original e optaram por deixar à mostra

Sala de Artes com trabalhos dos pacientes

Terraço com ladrilho hidráulico na parte externa do casarão do Hospital Vera Cruz. O ladrilho hidráulico é um tipo de revestimento artesanal feito à base de cimento – teve seu apogeu entre o fim do século XIX e meados do século XX

*Fotos antigas: Acervo do Hospital Vera Cruz, s/d
*Fotos atuais: Fotógrafo Leandro Godoi, 28.06. 2018. Acervo  do Sindhosp

Galeria de Imagens

Hospital Vera Cruz

*Fotos Antigas: Acervo: Hospital Vera Cruz
*Fotos atuais: Fotógrafo Leandro Godoi, 28/06/ 2018. Acervo Sindhosp

Instituições

 

ATHUS – Associação de Atenção Humanitária à Saúde

Hospital Edmundo Vasconcelos

Hospital Samaritano de São Paulo

Hospital Santa Catarina

Hospital Santa Paula

Hospital Santa Rita

Hospital Santa Virgínia

Hospital São Lucas

Hospital Vera Cruz

Instituto Paulista

Laboratório Fleury

Laboratório Leão de Moura

Maternidade de São Paulo

Policlin

Sanatório Jabaquara

Redes Sociais

      

      

Informações e local

ENDEREÇO
Rua 24 de Maio, 208 - 9º e 13º andares
República - São Paulo - SP